AS REFORMAS PEDAGÓGICAS NA ALFABETIZAÇÃO: CONJECTURAS HISTÓRICAS

Autores

Palavras-chave:

educação, alfabetização, reformas pedagógicas.

Resumo

O presente texto apresenta as conjecturas históricas que circundaram as reformas pedagógicas brasileiras no campo da alfabetização, a partir das implicações do modo como a sociedade se organizou para atender à demanda de formação em cada contexto histórico. Nesse sentido, a pesquisa bibliográfica qualitativa mapeou as principais problemáticas colocadas em destaque ao longo da história da escola pública brasileira e desvelou que indagações sobre o que é alfabetização, para que alfabetiza, quais os conteúdos trabalhados na alfabetização e como se alfabetizar foram realizadas sobre diferentes ópticas e respondidas por estudiosos e legisladores de cada época de diferentes maneiras, com a função social de atender às demandas econômicas, sociais e políticas vigentes.  

 

Palavras-chave: educação, alfabetização, reformas pedagógicas.

Biografia do Autor

Patrícia, Unialfa

Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2012) e em Letras Port./ Inglês pela Universidade Paranaense - UNIPAR (2002). Curso de Especialização em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (2003). Professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental da rede municipal de Ensino. Atualmente é Coordenadora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de Umuarama e Coordenadora Municipal do Programa Mais Alfabetização. Atuou como Tutora do Programa Formação pela Escola (2011-2012) e como Coordenadora Municipal do Programa Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa e na área de Educação, com ênfase em Alfabetização e Gestão Escolar.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Documento orientador PNAIC 2017. Brasília: Secretaria de Educação Básica, 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Políticas Educacionais no Brasil: desfiguramento da escola e do conhecimento escolar. Cadernos de Pesquisa, v.46, n.159, p.3862, jan./mar. 2016.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Os sentidos da alfabetização. São Paulo: Editora UNESP: CONPED, 2000.

SHIMAZAKI, Elsa Midori. MENEGASSI, Renilson José. O formador de professores de Língua Portuguesa do PNAIC e as alterações em suas práticas Profissionais. Práxis Educativa. Ponta Grossa, v. 11, n. 1, p. 199-213, jan./abr. 2016. <http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa> Acesso: 12 de jul. 2021.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: Contexto, 2016.

SOARES, Magda. Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e a escrever.1ª ed. São Paulo: Contexto, 2021.

Downloads

Publicado

2021-07-22

Edição

Seção

Resumo Expandido